sábado, 8 de outubro de 2011

"Às vezes ainda ofego um pouco,
mas quem disse que artista nasceu para sentir pouco? 
Importante agora é que o choro secou. Antes o meu pranto era cego. 
Tive que olhar longamente no espelho pra saber 
o que ainda poderia resgatar de mim. 
Não quis nada do que restou, 
quis o meu sorriso novo
minhas portas abertas e a vontade de saltar novamente no desconhecido. 
E hoje eu só choro se for de alegria."

Marla de Queiroz



1 Estão no mundo da lua:

CEM PALAVRAS disse...

"Antes o meu pranto era cego" que bonito isso!
Pat,
O importante é extravasar os sentimentos, seja através do choro ou do sorriso fácil.
Ser sensível sempre!
beijos

Postar um comentário

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo