quinta-feira, 31 de maio de 2012

Sabe a saudade? Então! Todos os dias ela me pergunta de você.


"Eu só queria ligar.
Falar que sinto falta, e que meus dias têm sido cinza por dentro depois que você se foi.
Porque você não foi inteiro. Você ficou na vontade e nas lembranças mais lindas, que insistem em me mostrar todo o tempo o quanto fui feliz com você.
Queria falar de saudade. Da novela. Do livro que tenho lido.
Queria ouvir sua voz entregando que eu também virei saudade, e que seu coração volta e meia te faz lembrar quando ‘nós dois’ éramos presente.
Eu preciso tanto falar. Meu silêncio grita. E esse desprezo de mentira que sinto por ti, machuca essa alma tão acostumada a falar desse amor. Amor que ainda mora em mim, talvez por ser (tão) de verdade.
Então eu não falo. (E escrevo.) E sinto essa ausência doer, como se fosse ontem o dia que você deu tchau.
Tchau, sim. Porque o mesmo instinto que disse que você iria embora, agora me diz que você vai voltar. Então eu vou falar tanto. Vou falar tudo. E vou deixar transbordar em forma de palavras tudo que tem sufocado o meu coração.

Sabe a saudade? Então! Todos os dias ela me pergunta de você."

Karla Tabalipa


Você sempre será o passado mais doce no meu presente.

Patrícia Rocha

1 Estão no mundo da lua:

A.S. disse...

Na vida, tal como na primavera, tudo renasce e se renova... até o amor!...


Beijos, querida!
AL

Postar um comentário

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo