segunda-feira, 23 de maio de 2011

Amanhecimento

"De tanta noite que dormi contigo
no sono acordado dos amores

de tudo que desembocamos em amanhecimento
a aurora acabou por virar processo.
Mesmo agora
quando nossos poentes se acumulam
quando nossos destinos se torturam
no acaso o caso das escolhas
as ternas folhas roçam
a dura parede.
Nossa sede se esconde
atrás do tronco da árvore
e geme muda de modo a
só nós ouvirmos..."

Elisa Lucinda


5 Estão no mundo da lua:

Cecilia Ferreira disse...

Bonito.

Cecilia Ferreira disse...

Ah... Só agora vi, Elisa Lucinda! Claro!

Patrícia Rocha disse...

Cecilia

A Elisa, é poesia constante, amo! :)

Beijos mil :**

Lufe disse...

Patricia,

Essa dá para brincar também:

No ocaso da vida o caso
das escolhas ao acaso nos torturam,
mas os gemidos mudos só nos os escutamos
no processo maduro do amanhecimento,
quando a aurora surge após as incontáveis noites
que dormimos no sono acordado dos amores.

bjos

Patrícia Rocha disse...

Lufe

Essa "brincadeira", ficou linda! Amei!:)
Você é fantástico! :)

Beijos grandes para ti :**

Postar um comentário

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo