sexta-feira, 13 de maio de 2011

Esquecer!



"É difícil ir quando se quer ficar, sorrir quando se quer chorar, mas difícil mesmo é esquecer quando se quer amar!"
Bob Marley

2 Estão no mundo da lua:

Lufe disse...

Ah, a tal da querência.....

Mesmo depois que nos mostram o atestado de óbito do amor, a gente ainda insiste em acompanhar o féretro, pernoitar no velório, e mesmo após lançada a ultima pá de cal, ainda temos a esperança em sua ressurreição.
Na missa de sétimo dia, ainda sentimos o seu cheiro, observamos os seus gestos em outras pessoas, aquele passar de mãos no cabelo, aquele sorriso maroto que só ela tinha....
Um dia a gente percebe que tudo isso é instrumento do nosso querer e, quando a querência se esvai, constatamos que, como uma roupa que guardada com muito zelo saiu de moda, como é que a gente teve a coragem de um dia vesti-la e se sentir bem?
Um dia a querência acaba e, como a roupa démodé, os fantasmas terminam seus dias esquecidos em algum brechó.

bjos

Patrícia Rocha disse...

Lufe

"Um dia a querência acaba e, como a roupa démodé, os fantasmas terminam seus dias esquecidos em algum brechó."

Fantástico, adorei :)

Vou postar esse comentário também! :)

Beijos querido :****

Postar um comentário

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo